Chamada de Voz no Whatsapp! Presente de Páscoa?

Whatsapp

Pois não é que a tão esperada Chamada de Voz no Whatsapp está disponível! E o assunto está “bombando” nas redes sociais. Esteve no topo dos “trend topics” do Twitter. Enfim, mais falado que a doença de Lyme, a maioridade penal a partir de dezesseis anos ou mesmo a Páscoa e a Semana Santa.

Ontem quando o recurso ficou disponível para mim fui a campo testar. As primeiras impressões foram boas, com algumas pequenas ressalvas. E o que ainda não está bom? Bem, três problemas são observados durante a chamada:

* Eco – principalmente usando 3G.

* Voz cortada – falhas na transmissão do áudio.

* Falta de sincronia – um forte delay (retardo) entre o que é dito e o que é ouvido (falar devagar, pausadamente, ajuda a minorar o problema).

Facebook Whatsapp

Claro que ainda está em fase de testes. Não é fácil preparar um recurso como a Chamada de Voz no Whatsapp para atender a base de usuários do aplicativo que, atualmente, chega a seisceintos milhões no mundo todo. E o Facebook, dono do aplicativo Whatsapp está trabalhando nesse aprimoramento. E para quem não é do ramo de tecnologia, esse recurso é o mesmo usado pelo Skype e tecnicamente chama-se “Voz Sobre IP” ou VOIP (termo original em Inglês). Resumidamente e de forma leiga, usa-se o canal de banda larga de internet para enviar um canal de voz pelo mesmo meio. Como nosso 3G é muito ruim e nossa internet banda larga e wifi é das piores do mundo, a qualidade fica prejudicada.

O bom é economizar nas ligações sem preocupar com a operadora da pessoa chamada ou o gasto do pacote de minutos ou créditos. Por enquanto o Marketing do Facebook mantém o uso do aplicativo gratuito. Fica a dica!!!

Anúncios

Microsoft Irá Fornecer Software Gratuito…Será?

Microsoft

Semanas atrás a Microsoft surpreendeu o mercado de tecnologia informando que iria fornecer software gratuito. A Microsoft Irá Fornecer Software Gratuito? Até para quem pirateia seus produtos? Espanto geral, pois era uma guinada de 180 graus em sua política comercial de mais de três décadas. Agora a gigante do software começou a detalhar como fará isso. Afinal como ganhar dinheiro com essa onda de boa vontade?

 Num evento recente o executivo Chris Caposella, o chefão do marketing da companhia, detalhou como isso será feito. A Microsoft montou um plano baseado em quatro etapas: adquirir, engajar, alistar e monetizar. Caposella informou que a Microsoft denominou esse plano de negócios como “freemium”.

A primeira etapa, adquirir, é nada mais nada menos que fazer os consumidores usarem seus produtos (aí fica claro o porquê da gratuidade). Na segunda etapa, prender os usuários ao produto fazendo-os querer conhecer outros serviços da Microsoft. Em seguida a terceira etapa onde a empresa fará o alistamento dos fãs da marca, aqueles que não abrem mão da Microsoft. Por fim, a monetização, ou seja, o pagamento. O usuário coloca a mão no bolso para adquirir e explorar a fundo aquilo com o que já se acostumou.

Esse é um terreno que a Microsoft ainda não trilhou em mais de trinta e cinco anos. As empresas concorrentes de peso aos seus produtos já estão nesse caminho há mais tempo. Chris Caposella admite que terá que enfrentar a Google e Apple, muito tarimbadas nessa vertente. Ambas as concorrentes atuam de formas diferentes mas com o mesmo objetivo. A Google não cobra nada e recebe os dados dos usuários em troca. A Apple tem o que ele classifica como “um ecossistema bem selado”.

De qualquer forma temos que esperar para ver como, na prática, a Microsoft vai implementar isso. No auge da notícia de semanas atrás, muitos usuários de produtos da empresa se entusiasmaram com a perspectiva de tornar o seu Windows pirata em oficial e de graça. Calma pessoal!!! Não é bem assim.

Aprender Um Idioma Grátis

Duolingo

Nesses dias em que pipocam notícias dentro e fora do Brasil, percebo que as que vem de fora exigem um segundo idioma. Certamente que o idioma inglês é de longe o mais necessário. Essa semana, por exemplo, tivemos notícias sobre o componente da banda One Direction que deixou a trupe. Causou alvoroço e furor nas fãs do grupo. O acidente com o avião da empresa alemã que espatifou nos Alpes. E no Brasil, o festival Lollapalooza com suas atrações internacionais, a fusão da Kraft Foods, entre outros. A cobertura da imprensa brasileira é muito boa. Entretanto poder ler jornais da Inglaterra, por exemplo o The Independent, Financial Times ou The Guardian, ou ainda jornais dos Estados Unidos, como o The New York Times, agrega muito ao conhecimento.

Mesmo falando bem o inglês sempre procuro praticar de alguma forma. Há mais de dois anos descobri um site gratuito que serve para iniciados e não iniciados. E antes que alguém comente, não estou citando o produto porque me pagam. De fato eles nem sabem que os estou mencionando aqui. Gosto do site, apenas isso. Não é o que o pessoal do meio (blogueiros) chama de “publieditorial”.

Bem, o site de idiomas a que me refiro é o Duolingo. Além do Inglês, possibilita o aprendizado de outros idiomas como Espanhol, Francês, Alemão, Italiano e outros. Aí acima coloquei uma pequena imagem. Para acessar clique Duolingo. O cadastro é simples e tem muita funcionalidade de graça. Fica a dica!

Um Blog Para Falar De Quase Tudo

576594_(www.Gde-Fon.com)

E cá estamos nós iniciando esse projeto piloto de um blog de sucesso (eu espero!).

Minha pretensão é falar de tecnologia da informação e outros assuntos do dia-a-dia.

Fazer aqui uma “salada” gostosa, bem organizada e orientada. Trazer dicas de info tecnologia e comentar assuntos do nosso cotidiano.

Sejam todos bem vindos a esse cantinho que será mesmo um balaio com muita coisa para eu passar para vocês e também aprender com vocês.

Sugestões de temas são bem vindas!