EVITE O CÂNCER TIRANDO O SAL DO CARDÁPIO

Há muito tempo atrás, durante um exame de rotina, um checkup, descobri que estava com a pressão arterial alterada. Naquela oportunidade, meu amigo e cardiologista Dr. Ricardo Simões me disse uma frase que ficou cravada em minha memória. Naquela ocasião ele foi muito enfático: “Sal não é comida de gente…”. Questionei de forma até meio ignorante: Como comer uma salada sem sal? E ele foi novamente taxativo: “O feijão, que todos nós gostamos de comer sempre, como brasileiros que somos, já está temperado com sal. Basta derramar seu caldo sobre a salada e pronto. Não haverá adicional de sal no seu prato.” A partir dessa conversa informal com o médico e amigo, jamais temperei a minha salada com sal.

Como hipertensão é uma doença crônica e tem que ser controlada com remédios e exercícios aeróbios, mantenho o sal longe de minha dieta.

Na matéria abaixo a colega bloqueira Bia apresenta uma outra face do uso do sal. Os danos gastroestomacais que ele provoca, inclusive com o perigo da bactéria Heliobacter pylori.
Leiam com atenção, divulguém e salvem vidas.

Abraços a todos!

Anúncios

Envie-me sua opinião sobre essa matéria

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s