7 Dicas para Economizar no Supermercado

Todos nós temos que ir ao supermercado cotidianamente. Todos precisamos nos alimentar, o que é o óbvio. Nesses tempos de crise econômica por que passa o nosso Brasil, ir ao supermercado tem se tornado um exercício de malabarismo. Com o dinheiro mais regrado em nosso bolso, como comprar pelo menos os itens de primeira necessidade e não estourar o orçamento? Abaixo, faço uma lista de 7 Dicas para Economizar no Supermercado, baseadas em sugestões de economistas, especialistas em marketing e até de donas de casa mais experientes nessa arte que é ir ao supermercado.

Dicas Infalíveis

  •  Produtos de Marca Conhecidas ou Marcas Próprias?

A maioria das grandes redes de supermercados e hipermercados possuem as chamadas “marcas próprias”. Muitos produtos sob essas marcas próprias são produzidos, envasados e fornecidos por fabricantes de marcas ditas “convencionais”, conhecidas no mercado. Uma forma de economizar na hora de ir às compras é dar uma boa olhada nessas opções próprias das grandes redes supermercadistas. São mais baratas e tem qualidade similar ou até mesmo igual, por um preço bem menor. Um lida nas informações contidas na embalagem dessas marcas alternativas indicam o fabricante, distribuidor ou envasador do produto.

  • Esteja em mãos com encartes dos concorrentes e do próprio estabelecimento

Normalmente, as ofertas estão na entrada dos estabelecimentos comerciais ou nas frentes das fileiras de gôndolas. Outras podem estar na altura de visão de uma pessoa de estatura média (+- 1,70 metros), em meio à outras marcas. Inclusive, segundo os especialistas em marketing, usando essa técnica, os supermercados e hipermercados, muitas vezes, colocam logo acima ou logo abaixo do produto anunciado como oferta, um produto semelhante de outro fabricante, de mesma qualidade, porém mais barato. É bom olhar em volta!!!

Com o encarte da loja em mãos, confira se as ofertas estão conforme anunciado. Caso haja diferença entre o preço na prateleira e o encarte e para maior, exija que seja praticado o preço contido no encarte. Por outro lado, se o encarte do supermercado concorrente oferecer um preço melhor para o mesmo produto, barganhe com a gerência para tentar o mesmo desconto.

  •  Frutas, legumes e verduras da estação

Esta é uma dica clássica. Frutas, legumes e verduras da estação, teoricamente, estarão mais baratas que as fora de época. Faça substituições no seu cardápio sem perder a qualidade, mantendo sua alimentação e de sua família bem saudável.

Alimentos de Época

  • Estoque os alimentos e produtos não-perecíveis 

Essa dica vale para os produtos de limpeza e também para os alimentos com prazo de validade extenso. Leve um boa quantidade para casa evitando a reposição contínua com preços elevados.

  • Cartões de desconto, cartões de crédito da própria loja e cupons de desconto

Muitas redes supermercadistas possuem seus próprios cartões de crédito e oferecem descontos para diversos produtos. Se o cartão de crédito não cobrar anuidade, vale a pena adquiri-lo e utilizá-lo. Caso contrário, não vale a pena. Por outro lado, vários estabelecimentos comerciais oferecem cartões e cupons de descontos de convênios, programas de pontos, etc. São uma boa ferramenta se obtidos sem a contrapartida de dinheiro em espécie.

  • Lista de compras

Dica antiga e recomendada. Faça a lista e não caia na tentação de comprar produtos que não estejam nela. A menos que seja um produto necessário e que foi esquecido ao fazer a lista.

  • Não vá ao supermercado de estômago vazio

Outra dica clássica e muito importante. Ao ir fazer suas compras, alimente-se antes. Parece bobagem mas ao fazer compras de supermercado a fome altera seu foco. Sem perceber, você vai colocando no carrinho guloseimas e supérfluos que, na verdade, você sequer compraria se tivesse se alimentado antes de ir às compras.

Aqui vale também um alerta dos especialistas: ir ao supermercado com crianças e fazer todas as suas vontades, afetam profundamente o valor final que você pagará ao passar no caixa. Fica a dica!

 Bem pessoal, essas são algumas dicas para se dar bem no supermercado. Leiam com calma, compartilhem utilizando os botões das redes sociais abaixo.

Abraços!

Anúncios

3 Melhores Investimentos que a Poupança e com Baixo Risco

Observando o desempenho da antiga caderneta de poupança nos últimos meses concluímos que, nesse momento, os índices de correção do investimento estão muito aquém do mínimo desejável. O cenário atual da economia do Brasil é de inflação em alta, taxas de juros em níveis estratosféricos (os juros do cartão de crédito estão alcançando o insólito patamar de 300% ao ano), desemprego, contração do mercado interno como um todo, desaleração da indústria, câmbio instável variando em patamares elevados e bolsa ainda mais instável. O cenário político minado por escândalos de toda ordem, principalmente os que atingiram nossa maior empresa estatal, a Petrobrás, alimentam essa instabilidade nas bolsas de valores, de futuros e mercado de câmbio.

Poupança em Baixa

A poupança rende 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR) apenas quando a taxa básica for menor ou igual a 8,5% ao ano. Acima desse índice, o rendimento fica fixo em 0,5% ao mês mais a variação da TR. Com uma projeção de Selic em torno de 13%, o prejuízo é grande.

Nesse cenário caótico, com o governo federal acenando para cortes inimagináveis no orçamento da União, não poupando sequer os programas sociais e de saúde pública, com endividamento interno elevado e recessão, qual seria alternativa para quem ainda tem uma pequena poupança, arduamente conquistada com zelo e muito suor? Segundo especialistas, para quem tem pouco dinheiro para aplicar e se mantém na poupança pelo risco baixo e rendimento garantido, as letras do Tesouro Nacional são uma bela alternativa. Assim como a poupança, as letras do Tesouro tem baixo risco e rendimento maior.

Tesouro Direto

O mercado sinaliza para uma taxa básica de juros (Selic) em ascensão. Com isso os títulos públicos também acenam para uma boa remuneração e com risco baixo. Inclusive os experts do mercado trabalham com a projeção de uma Selic em torno de 13%. Assim a rentabilidade desses papéis públicos será também ampliada.

Diante desse cenário de aumento de juros e inflação elevada, a orientação para quem investe na poupança é migrar uma parte, se não todos, os recursos para outras aplicações de renda fixa em 2015.

Abaixo enumero, baseado na opinião dos especialistas de mercado, 3 Melhores Investimentos que a Poupança e com Baixo Risco, para que todos possam entender de forma leiga quais seriam essas alternativas.

 1) Letra Financeira do Tesouro (LFT)

O provável aumento da taxa Selic torna a aplicação em Letras Financeiras do Tesouro (LFT), títulos públicos pós-fixados que acompanham a variação da taxa de juros, uma alternativa atraente.

2) Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito Agrícola (LCA)

Títulos privados, como Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI), também são indicados pelos especialistas para 2015.

3) Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-Bs) 

O investimento em Notas do Tesouro Nacional Série B (NTN-Bs) com vencimentos a longo prazo é indicado para o planejamento da aposentadoria ou para quem não pretende utilizar o valor aplicado no curto prazo.

Para entender um pouco mais sobre o assunto, pois nesse pequeno texto apenas fiz um preâmbulo da matéria, sugiro ler com atenção o artigo da revista Exame clicando em:

Os melhores investimentos de 2015 para quem não quer risco

Peço-lhes por gentileza que, gostando da matéria, compartilhem com amigos e familiares utilizando os ícones das redes sociais abaixo.

Abraços!

Além do sofrimento físico, pacientes com fibromialgia enfrentam a desconfiança de familiares e até de profissionais de saúde

Amigos, este é um assunto sério e recorrente quando se fala em saúde. Um mal que acomete a cada dia mais pessoas no mundo todo. No Brasil, a situação não é diferente. As academias recebem cotidianamente pessoas sofrendo de fibromialgia. O sofrimento físico causado pela doença é doloroso. Muitos não dão a real importância. Até familiares fazem piléria quando um membro da família é diagnosticado com o problema.

Sugiro a todos que leiam esse artigo muito bom sobre o assunto e fiquem alertas. Qualquer um de nós pode ser acometido dessa doença terrível: a fibromialgia!

Compartilhem utilizando os ícones abaixo. Todos precisam ficar informados sobre um mal que se apresenta às vezes com uma simples dor que evolui de forma muito cruel.

Centro de Informação Farmacêutica

As sobrancelhas, o vermelho das vestes, as flores no cabelo e a experiência de dor são marcas indissociáveis de Frida Kahlo. Seu autorretrato com pregos perfurando todo o corpo, A coluna quebrada, um dos seus quadros mais famosos, é também indício de que a artista mexicana sofria de fibromialgia. Na tentativa de explicar os motivos para a dor crônica que acompanhou a artista durante anos, alguns autores sugerem que Frida sofria de fibromialgia pós-traumática, caracterizada por dor generalizada persistente, fadiga crônica, distúrbios do sono e pontos dolorosos em regiões anatômicas bem definidas. Esse conceito de fibromialgia, tal como entendido atualmente, provavelmente não era disseminado entre os médicos do século 20.

Ver o post original 1.152 mais palavras