Você realmente sabe comprar pela internet?

Como estamos sempre comprando algo pela internet e as lojas virtuais costumam ter preços mais competitivos, vale a pena dar uma lida.

Compartilhem para o bem de todos!!!

e_commerce

Hoje em dia os e-commerces são unanimidade, quanto à isso não há questionamentos e os motivos são vários: A praticidade de receber seu produto sem sair de casa, os valores (que geralmente são mais “em conta” do que nas lojas físicas), a variedade de produtos,  entre outras vantagens que são bastante atrativas. Mas para evitar “dores de cabeça”, é sempre importante que você conheça bem a loja onde sua compra será feita. Muitos consumidores tem medo de fraudes ou clonagens de cartões de crédito, mas quando dizemos “dores de cabeça” não nos referimos somente à isso.

Ver o post original 314 mais palavras

Anúncios

7 Atitudes para Usar Corretamente o Cartão de Crédito

Caros amigos leitores! Sei que todos nós, a grande maioria, utiliza o cartão de crédito. É uma ferramenta muito prática, segura e útil. Entretanto o uso incorreto, como qualquer facilidade, pode levar a sua vida financeira ao caos. E aí você passa a odiar ter usado o “dinheiro de plástico”. Passa a se sentir como um rato na ratoeira da operadora do seu cartão crédito.

Ratoeira

Mas há uma forma para você utilizar essa facilidade e não ficar prisioneiro em uma “bola de neve” impagável.  Sem qualquer pretensão de minha parte e como usuário de cartão de crédito há cerca de trinta anos, sugiro a todos as 7 Atitudes para Usar Corretamente o Cartão de Crédito que listo abaixo:

7 passos

  1. Antes de utilizar o seu limite do cartão de crédito tenha em mente que, quando a fatura chegar, terá que ter o valor utilizado em conta.
  2. Dê preferência a um cartão com ótimo sistema de pontuação ou milhagem. Alguns oferecem a troca de pontos/milhas por vários “prêmios”, inclusive abatimento/pagamento da anuidade.
  3. Consulte seu saldo do cartão de crédito pelo menos a cada sete dias. Isso evita sustos quando do recebimento da fatura.
  4. Nas compras pela internet, certifique-se que o site é seguro, com empresa certificadora conhecida. Verifique também a reputação do site/loja para ver se é uma empresa idônea. Não compre de empresas pouco conhecidas ou de reputação dúbia.
  5. Nunca pague o valor mínimo ou entre no crédito rotativo. Os juros são escorchantes! Caso não tenha o dinheiro para pagar a fatura, faça um empréstimo pessoal que lhe ofertará juros menores. E claro, tire o cartão da carteira, guarde em casa até pagar o empréstimo.
  6. Cuidado com as compras parceladas no cartão. A maioria das empresas embutem juros no valor “à vista” e fazem o chamado “parcelamento loja sem juros”. Estando com dinheiro em espécie, negocie o preço à vista (de verdade).
  7. Nunca utilize o cartão de crédito para fazer saques em dinheiro. Os juros e as tarifas cobradas podem ser tão caras que, em alguns casos de saques baixos, ultrapassam o valor do próprio saque.  Se precisar de dinheiro para emergências, faça o empréstimo pessoal, como citado no item 5.

Claro que cada um segue a sua visão financeira, mas as dicas acima funcionam no dia-a-dia. Ao longo desses trinta anos acumulei vasta experiência na utilização do “dinheiro de plástico”.

E como complemento, sugiro a seguinte metodologia prática, testada mensalmente:

4 passos

  1. Tenha no máximo três cartões de crédito. Coloque-os com fechamento de fatura a cada dez dias. Assim você terá a cada dez dias um cartão com fatura fechada e que lhe dará até trinta e nove dias para pagar a “conta” sem juros ou acréscimos.
  2. Mantenha na carteira apenas o cartão de crédito que estiver com fatura fechada (veja o item 1 acima).
  3. Evite ao máximo os cartões de loja. Eles têm anuidade parcelada que é cobrada a cada mês que você usa. Os valores considerados baixos dessas parcelas são ilusórios. Atualmente, em média, R$ 7,99 por mês. Se você utilizar todo mês, ao fim de doze meses, terá pago R$ 95,98. Negocie com a operadora do cartão e tente um valor melhor de anuidade ou isenção dela.
  4. Ainda em relação aos cartões de loja, fique atento pois as operadoras desses cartões embutem na sua fatura seguros, sorteios, capitalizações e outros. Se você não costuma dar uma boa olhada na fatura, acaba pagando coisas que não contratou. Fique atento!!!

Bem meus amigos, ficam aí as dicas. Existem vários sites financeiros que corroboram o que menciono acima. Agora é foro íntimo de cada um!

Se gostaram da matéria, compartilhem com amigos e familiares nas redes sociais utilizando os ícones abaixo do Facebook, Linkedin e Twitter.

Forte abraço a todos!!!