5 ideias de negócios lucrativos com baixo investimento

Pessoal, nesses tempos de crise, boas idéias podem ser a “salvação da lavoura”. Vejam o artigo abaixo. Vale a pena dar uma conferida.

Lotes vazios em grandes centros tornam-se espaços facilmente aproveitados para despejo de lixo, desvalorização da região e poluição visual na cidade. Mas, nas mãos de empreendedores, tornam-se negó…

Fonte: 5 ideias de negócios lucrativos com baixo investimento

7 Dicas para Economizar no Supermercado

Todos nós temos que ir ao supermercado cotidianamente. Todos precisamos nos alimentar, o que é o óbvio. Nesses tempos de crise econômica por que passa o nosso Brasil, ir ao supermercado tem se tornado um exercício de malabarismo. Com o dinheiro mais regrado em nosso bolso, como comprar pelo menos os itens de primeira necessidade e não estourar o orçamento? Abaixo, faço uma lista de 7 Dicas para Economizar no Supermercado, baseadas em sugestões de economistas, especialistas em marketing e até de donas de casa mais experientes nessa arte que é ir ao supermercado.

Dicas Infalíveis

  •  Produtos de Marca Conhecidas ou Marcas Próprias?

A maioria das grandes redes de supermercados e hipermercados possuem as chamadas “marcas próprias”. Muitos produtos sob essas marcas próprias são produzidos, envasados e fornecidos por fabricantes de marcas ditas “convencionais”, conhecidas no mercado. Uma forma de economizar na hora de ir às compras é dar uma boa olhada nessas opções próprias das grandes redes supermercadistas. São mais baratas e tem qualidade similar ou até mesmo igual, por um preço bem menor. Um lida nas informações contidas na embalagem dessas marcas alternativas indicam o fabricante, distribuidor ou envasador do produto.

  • Esteja em mãos com encartes dos concorrentes e do próprio estabelecimento

Normalmente, as ofertas estão na entrada dos estabelecimentos comerciais ou nas frentes das fileiras de gôndolas. Outras podem estar na altura de visão de uma pessoa de estatura média (+- 1,70 metros), em meio à outras marcas. Inclusive, segundo os especialistas em marketing, usando essa técnica, os supermercados e hipermercados, muitas vezes, colocam logo acima ou logo abaixo do produto anunciado como oferta, um produto semelhante de outro fabricante, de mesma qualidade, porém mais barato. É bom olhar em volta!!!

Com o encarte da loja em mãos, confira se as ofertas estão conforme anunciado. Caso haja diferença entre o preço na prateleira e o encarte e para maior, exija que seja praticado o preço contido no encarte. Por outro lado, se o encarte do supermercado concorrente oferecer um preço melhor para o mesmo produto, barganhe com a gerência para tentar o mesmo desconto.

  •  Frutas, legumes e verduras da estação

Esta é uma dica clássica. Frutas, legumes e verduras da estação, teoricamente, estarão mais baratas que as fora de época. Faça substituições no seu cardápio sem perder a qualidade, mantendo sua alimentação e de sua família bem saudável.

Alimentos de Época

  • Estoque os alimentos e produtos não-perecíveis 

Essa dica vale para os produtos de limpeza e também para os alimentos com prazo de validade extenso. Leve um boa quantidade para casa evitando a reposição contínua com preços elevados.

  • Cartões de desconto, cartões de crédito da própria loja e cupons de desconto

Muitas redes supermercadistas possuem seus próprios cartões de crédito e oferecem descontos para diversos produtos. Se o cartão de crédito não cobrar anuidade, vale a pena adquiri-lo e utilizá-lo. Caso contrário, não vale a pena. Por outro lado, vários estabelecimentos comerciais oferecem cartões e cupons de descontos de convênios, programas de pontos, etc. São uma boa ferramenta se obtidos sem a contrapartida de dinheiro em espécie.

  • Lista de compras

Dica antiga e recomendada. Faça a lista e não caia na tentação de comprar produtos que não estejam nela. A menos que seja um produto necessário e que foi esquecido ao fazer a lista.

  • Não vá ao supermercado de estômago vazio

Outra dica clássica e muito importante. Ao ir fazer suas compras, alimente-se antes. Parece bobagem mas ao fazer compras de supermercado a fome altera seu foco. Sem perceber, você vai colocando no carrinho guloseimas e supérfluos que, na verdade, você sequer compraria se tivesse se alimentado antes de ir às compras.

Aqui vale também um alerta dos especialistas: ir ao supermercado com crianças e fazer todas as suas vontades, afetam profundamente o valor final que você pagará ao passar no caixa. Fica a dica!

 Bem pessoal, essas são algumas dicas para se dar bem no supermercado. Leiam com calma, compartilhem utilizando os botões das redes sociais abaixo.

Abraços!

Está com Dívidas em Atraso? Conheça Seus Direitos!

Com a crise por que passa o Brasil, com a economia encolhendo, juros em alta, recessão e inflação, o endividamento pessoal cresce naturalmente. O mais prudente é evitar as dívidas e postegar a compra de tudo que não é de primeira necessidade. Mas se você está afogado em contas vencidas é bom ficar de olho nos seus direitos de consumidor e evitar cobranças abusivas dos credores.CDC

Baseado no site do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), descrevo abaixo 5 itens que afetam diretamente o pagamento de dívidas vencidas. A base como sempre é o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Dúvidas

  •  Pagamentos Atrasados – O que pode ser cobrado?

Juros de Mora – mesmo que não conste no contrato eles são devidos. Neste caso de não constar no contrato, a taxa mensal máxima é de 1% ao mês. Se constar no contrato, o banco ou agente financeiro não poderá cobrar taxa superior a 2% ao mês (CDC – Artigo 52, §1º).

Multas – se for pactuada em contrato a multa não pode exceder a 2% do valor em atraso, seja sobre a parcela ou todo o montante.

Correção Monetária – deve ser aplicada sobre a parcela em atraso ou o valor total em atraso até o dia do pagamento.

  • Se for pago um valor acima do que deveria pelo atraso no pagamento?

 Ao perceber que pagou a mais do que deveria pela conta atrasada, o consumidor deve reclamar. Por outro lado a instituição que cobrou o valor acima do valor devido deve providenciar a devolução do valor pago a maior e em dobro. (CDC – Artigo 42, Parágrafo Único).

Na direção oposta, se o consumidor pagar uma conta de forma antecipada deve solicitar o abatimento de eventuais juros e correções embutidos (exemplo clássico: financiamento de veículos)  (CDC – Artigo 52, §2º).

  •  Lista de Inadimplentes – Qual o tempo para ter o nome enviado para ela?

spc-serasa

As empresas e instituições financeiras podem enviar o nome do consumidor para o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou Serasa após um dia de atraso. Entretanto, essas empresas devem enviar uma comunicação escrita para o consumidor inadimplente informando sobre o envio e dando a ele, consumidor, a oportunidade de quitar a dívida.

  •  Paga a Dívida, o Nome é Retirado Automaticamente da Lista de Inadimplentes?

As empresas tem até cinco dias úteis para retirar o nome do consumidor da lista de inadimplentes. Caso isso não ocorra, o consumidor deve procurar a instituição ou empresa e cobrar a retirada de seu nome da lista. E se ainda assim não for atendido, deve mover ação judicial com a competente solicitação de indenização por danos morais (CDC – Artigo 43).

Outro fato importante aqui: o nome do consumidor não poderá ser enviado para a lista de inadimplentes sem aviso prévio ou quando a dívida estiver sob discussão nas esferas judiciais (CDC – Artigo 43).

  • Por Quanto Tempo o Nome Permanece na Lista de Inadimplentes?

Conforme definido no CDC (Código de Defesa do Consumidor), o nome do consumidor inadimplente permanece na lista “negra” por até, no máximo, cinco anos. Esse limite vale para cada uma das dívidas (CDC – Artigo 43).

Importante Salientar:

“Os prazos máximos para cobrança de uma dívida (prazos prescricionais) são definidos pelo Código Civil. Isso não significa que a dívida deixou de existir, mas apenas que o credor não tem o direito de cobrar o devedor. Se o credor entrar com uma ação de cobrança judicial antes do fim desse prazo, a dívida não prescreve.” Transcrito da página do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), na internet.

Mesmo que você esteja tranquilo, com as contas em dia, vale a pena se informar. Acesse o blog e compartilhe com amigos e familiares utilizando os botões do Facebook, Twitter, Linkedin e Google+ abaixo.