Lesões no futebol

Aos amigos peladeiros, futebolistas e atletas de fim de semana. Informação é tudo. É sempre importante receber dicas.

Leiam e compartilhem!!!

FISIOLOGISTAS

Atualmente, o futebol conta com cerca de 200.000 atletas profissionais e 240 milhões de jogadores amadores no mundo, dos quais aproximadamente 80% são do sexo masculino.

O futebol tem regras, regulamentos e um estilo de jogo que são diferentes de qualquer outro esporte. As características imprimem uma demanda significativa nas habilidades físicas e técnicas de cada jogador. Consequentemente, muitos dos padrões de lesões e problemas médicos são únicos e específicos. O risco de lesão no profissional é elevado.

Estudos mostraram que o risco de lesões é mil vezes maior em jogadores profissionais de futebol quando comparados com trabalhadores da indústria.

Como esporte, o futebol tem sofrido muitas mudanças nos últimos anos, principalmente em função das exigências físicas cada vez maiores, o que obriga os atletas a trabalharem perto do limite máximo, com maior predisposição às lesões.

A incidência de lesões no futebol é estimada em aproximadamente 10 a 15 lesões…

Ver o post original 170 mais palavras

Anúncios

Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

E essa matéria é para quem, como eu, passou por essa experiência absolutamente dolorosa e cruel. A dor lacerante do rompimento do ligamento fica, como um trauma, para sempre. E as consequências, as sequelas, são também para todo o sempre. Atletas de alta performance, jovens, com acesso a um pós-operatório de alto nível conseguem, com esforço e dedicação, retornarem aos seus respectivos esportes.

Para nós, os “peladeiros” de fim-de-semana, principalmente a partir de uma certa idade, o retorno às atividades esportivas é praticamente descartado. As estruturas complexas do joelho já bastante desgastadas, mesmo seguindo uma boa fisioterapia e fazendo exercícios de fortalecimento, não respondem mais com 100% de recuperação.

Resta-nos a musculação, hidroginástica e caminhadas em terrenos o mais planos possíveis.

Fica a dica!!!

Espalhem por aí pelas redes sociais abaixo.

FISIOLOGISTAS

O ligamento cruzado anterior (LCA) é uma estrutura fundamental no joelho. A ruptura desta estrutura é a lesão ligamentar mais comum do joelho quando incluídas somente as roturas ligamentares completas. No meio esportivo, esta lesão é vista cada vez com mais frequência. Diversos são os exemplos de jogadores de futebol que apresentaram esta lesão, como Paulo Henrique Ganso, Nilmar, Alex Silva e Raí.

A lesão do LCA acomete principalmente indivíduos jovens e ativos e se caracteriza especialmente pela sensação de falseio do joelho observada em movimentos de mudança brusca de direção e corrida em terrenos irregulares.

A reconstrução cirúrgica é hoje o tratamento padrão em atletas, com a utilização de um enxerto, que pode ser retirado do próprio paciente, para substituição do ligamento rompido e sem função. No entanto, nem todos os pacientes com esta lesão obrigatoriamente necessitam de cirurgia. Em alguns casos, principalmente de indivíduos menos ativos, o tratamento…

Ver o post original 61 mais palavras

3 Melhores Investimentos que a Poupança e com Baixo Risco

Observando o desempenho da antiga caderneta de poupança nos últimos meses concluímos que, nesse momento, os índices de correção do investimento estão muito aquém do mínimo desejável. O cenário atual da economia do Brasil é de inflação em alta, taxas de juros em níveis estratosféricos (os juros do cartão de crédito estão alcançando o insólito patamar de 300% ao ano), desemprego, contração do mercado interno como um todo, desaleração da indústria, câmbio instável variando em patamares elevados e bolsa ainda mais instável. O cenário político minado por escândalos de toda ordem, principalmente os que atingiram nossa maior empresa estatal, a Petrobrás, alimentam essa instabilidade nas bolsas de valores, de futuros e mercado de câmbio.

Poupança em Baixa

A poupança rende 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR) apenas quando a taxa básica for menor ou igual a 8,5% ao ano. Acima desse índice, o rendimento fica fixo em 0,5% ao mês mais a variação da TR. Com uma projeção de Selic em torno de 13%, o prejuízo é grande.

Nesse cenário caótico, com o governo federal acenando para cortes inimagináveis no orçamento da União, não poupando sequer os programas sociais e de saúde pública, com endividamento interno elevado e recessão, qual seria alternativa para quem ainda tem uma pequena poupança, arduamente conquistada com zelo e muito suor? Segundo especialistas, para quem tem pouco dinheiro para aplicar e se mantém na poupança pelo risco baixo e rendimento garantido, as letras do Tesouro Nacional são uma bela alternativa. Assim como a poupança, as letras do Tesouro tem baixo risco e rendimento maior.

Tesouro Direto

O mercado sinaliza para uma taxa básica de juros (Selic) em ascensão. Com isso os títulos públicos também acenam para uma boa remuneração e com risco baixo. Inclusive os experts do mercado trabalham com a projeção de uma Selic em torno de 13%. Assim a rentabilidade desses papéis públicos será também ampliada.

Diante desse cenário de aumento de juros e inflação elevada, a orientação para quem investe na poupança é migrar uma parte, se não todos, os recursos para outras aplicações de renda fixa em 2015.

Abaixo enumero, baseado na opinião dos especialistas de mercado, 3 Melhores Investimentos que a Poupança e com Baixo Risco, para que todos possam entender de forma leiga quais seriam essas alternativas.

 1) Letra Financeira do Tesouro (LFT)

O provável aumento da taxa Selic torna a aplicação em Letras Financeiras do Tesouro (LFT), títulos públicos pós-fixados que acompanham a variação da taxa de juros, uma alternativa atraente.

2) Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito Agrícola (LCA)

Títulos privados, como Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI), também são indicados pelos especialistas para 2015.

3) Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-Bs) 

O investimento em Notas do Tesouro Nacional Série B (NTN-Bs) com vencimentos a longo prazo é indicado para o planejamento da aposentadoria ou para quem não pretende utilizar o valor aplicado no curto prazo.

Para entender um pouco mais sobre o assunto, pois nesse pequeno texto apenas fiz um preâmbulo da matéria, sugiro ler com atenção o artigo da revista Exame clicando em:

Os melhores investimentos de 2015 para quem não quer risco

Peço-lhes por gentileza que, gostando da matéria, compartilhem com amigos e familiares utilizando os ícones das redes sociais abaixo.

Abraços!